Crise: Globo e Rede TV! reduzem salários

23/04/2020
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Conforme o FeFala deu em primeiríssima mão ontem em seu Twitter, a crise nas emissoras de TV chegou e já afetou seus funcionários.

O Grupo Globo, responsáveis pelos jornais O Globo, Extra, Expresso e Valor econômico, além das revistas Época, Quem, Glamour, Marie Claire, Vogue e outras, o corte do salário será de 25% para toda as empresas, dos jornalistas ao operacional, aderindo a Medida Provisória 936/2020, editada pelo presidente Jair Bolsonaro em 1º de abril.

Na Rede TV! não foi diferente e haverá redução de 25% dos salários. O FeFala soube, inclusive, dos salários de dois funcionários de lá e ficamos perplexos com a 'indiferença'. Veja o exemplo:

Nelson Rubens ganhava R$ 150 mil/mês, apresentador do TV Fama, passará a ganhar R$ 115 mil, já o jornalista Leo Dias que se diz Diretor Executivo da programação, ganhava R$ 20 mil/mês e passará a ganhar R$ 15 mil, ou seja, cem mil reais a menos?

Gente!