'Dia das Mães': Marcão do Povo se emociona ao falar da sua mãe: "Nunca mediu esforços pra cuidar de ninguém. Fez partos a luz de vela"

10/05/2020

Em entrevista exclusiva ao FeFala, Marcão do Povo se emociona ao falar da sua mãe, parteira, que trazia vidas ao mundo e faleceu há seis anos, vítima de um câncer no útero

O apresentador do 'Primeiro Impacto' no SBT, Marcão do Povo, falou com exclusividade ao FeFala nesse 'Dia das Mães' e abriu um pouco mais da sua intimidade. 

Procuramos o apresentador via aplicativo Whatsapp para essa entrevista, ele logo nos respondeu e disse para que procurássemos sua esposa, Vanessa - pessoa responsável pela sua carreira, mas ficamos sem saber seu nome em um primeiro momento, já que o contato que nos enviou estava escrito: "Meu amor SP". 

Atrás de um homem polêmico, com uma opinião forte que talvez possa soar mal ao leitor e ao telespectador algumas vezes, vimos um ser humano sensível, emotivo ao responder nossas perguntas por envolver a maternidade, além de ser muito grato ao povo, e principalmente a Deus pelo seu sucesso. 

Então resolvemos ir mais a fundo em sua vida e tiramos várias novidades sobre esse apresentador que confesso, me emocionei junto com os áudios enviados ao falar da sua esposa e da sua falecida mãe com tanto carinho e gratidão:

Marcão do Povo. Foto: Divulgação
Marcão do Povo. Foto: Divulgação


FeFala: Queria entrar mais na sua intimidade... Você está casado há treze anos com a Vanessa - que é a sua empresária, e juntos tem uma filha de nove anos, além da primogênita de outra relação. Como é o pai Marcão e a Vanessa mãe nessa loucura de vida de artista?

Marcão: Eu na realidade estou há treze anos com a Vanessa, meu único casamento com a Vanessa e nós temos a Maria Fernanda de nove anos mesmo. Eu tive um relacionamento no passado antes da Vanessa, tive uma filha que é a Isadora, que tem hoje dezesseis anos. Eu como pai acredito que poderia ser melhor e eu acho que ainda falta muito pra mim, dizer que eu sou um bom pai. Posso melhorar mais porque eu sou muito dedicado ao trabalho e acredito que eu poderia ser bem melhor, mas também vejo que tem minhas qualidades, né, mas a Vanessa ela consegue ser pai, mãe, empresária, esposa. Nunca vi uma pessoa tão maravilhosa assim quanto a minha esposa e é difícil você encontrar pessoas assim. Por isso que a gente tem que valorizar muito, eu acredito também que ainda preciso ser um melhor marido, mas ainda você com Fé em Deus. mas eu só tenho que dizer que Deus é muito bom na minha vida e sou grato a tudo que Ele me deu até agora.


FeFala:  Sua mãe faleceu há seis anos vítima de um câncer no útero. Ela conseguiu acompanhar seu sucesso, pois sei que sua infância foi bem difícil? Me conta um pouquinho sua relação com a sua mãe e as dificuldades que passaram.

Marcão: Falar da minha mãe é falar de uma mulher guerreira, de uma mulher batalhadora, de uma mulher linda por dentro e por fora, ingênua, mas sabe, é emocionante lembrar da minha mãe, porque minha mãe nunca mediu esforços pra cuidar de ninguém, de ninguém. Quantos partos ajudei, presenciei minha mãe fazer a luz de vela, porque morávamos em comunidades pobres e não tinha energia e ela fazia o parto. Ela era parteira, enfermeira formada e eu ajudava ela bastante que às vezes não tinha ninguém, era muito rápido. Então minha mãe sempre teve um coração muito grande, uma mãe maravilhosa e que eu claro, sempre vou achar que poderia ter sido o melhor filho, poderia ter sido mais presente. Poderia ter participado mais, mas eu sempre vou achar que nunca é bom, sempre vou achar que eu posso melhorar, mas minha mãe era um anjo de Deus na Terra. Por isso que eu falo que Deus a levou, porque Deus gosta de pessoas boas do lado Dele. Então falar sobre minha mãe, dona Norma Regina, é falar de um anjo de Deus que eu sinto e faz muita falta nesse mundo. 


FeFala: Quero saber de você, um formador de opinião, qual a importância da maternidade ao ser humano? 

Marcão: Eu acredito que Deus deu uma dádiva para as mulheres, que é poder gerar um filho no ventre durante nove meses, amamentar, criar. As mulheres pra mim, as mães de maneira em geral, são verdadeiros anjos na Terra, porque olha, como é lindo ver uma mulher poder gerar um filho, poder mudar todo comportamento hormonal, sentimental nesse período de gravidez e pós-parto também. Então assim, é muito lindo ver tudo isso né muito lindo. Então só tenho que dizer que vou continuar sempre defendendo as mulheres. Vou continuar sempre defendendo as mães. Vou continuar sempre defendendo os conceitos familiares, porque eu fui criado por uma mãe rígida, uma mãe que sempre mostrou o caminho certo, correto e sempre vou valorizar os conceitos familiares. Então, poder falar de maternidade, poder falar de criação e poder falar especificamente falando de mãe, é poder dizer que mãe é anjo na Terra e eu sinto muita falta do colo da minha mãe.


FeFala: Seu programa 'Primeiro Impacto' tem uma audiência excelente para o horário. Você chega que horas no SBT? Faz a pauta no dia anterior, participa dessas pautas apesar de ter notícias de última hora?

Marcão: Eu fico muito feliz em ver que o trabalho da gente está sendo reconhecido e que as pessoas do bem, os cidadãos tem visto no nosso trabalho, no SBT, acima de tudo a preocupação com os anseios na sociedade, então assim, a gente tem um trabalho duro que foi construído com muita determinação. A nossa equipe de jornalismo é uma equipe que durante todos esses anos a gente foi alinhando e afinando a viola e hoje eu chego por volta de umas quatro da manhã no SBT. Então nós temos um período ali, um tempo que a gente analisa, vê conteúdo, vê espelho juntamente com meu diretor chefe e toda a produção e depois vou pro camarim, maquiagem essa coisa toda. Então assim, eu acho que o resultado do programa já nesses três anos e poucos que eu tô na emissora, é um resultado que eu devo a Deus em primeiro lugar, a equipe e a população, que a população viu na gente uma pessoa não só a mim, mas todos os outros apresentadores também repórteres, pessoas que realmente tem o compromisso com a verdade, com o trabalho e com o bem-estar da sociedade.


FeFala: Como é a sua relação com os seus colegas de trabalho? Dá pitaco nas 'ordens' do seu diretor?

Marcão: A minha relação é muito boa. Eu da minha parte nunca tive problema algum com nenhum funcionário, com nenhum colaborador - não é funcionário, é colaborador, e todos os colaboradores são pessoas maravilhosas. Confesso, nunca tive nenhum problema com nenhum colaborador no SBT. Eu só tenho mesmo é que agradecer a cada um deles, que está sempre ao nosso lado ali lutando, porque olha, a gente consegue tirar leite de pedra, viu? A equipe é muito empenhada, então não tem porquê. Tem alguns momentos que você discorda de algum assunto, mas tudo dentro mesmo ali do contexto, dentro da matéria, dentro do programa, mas ambos aí com muito respeito uns pelos outros. 


FeFala: Soube que o seu programa tem a audiência de um público bem jovem, além das donas de casa. Como acha que conseguiu atingir essa audiência?

Marcão: Os nossos telespectadores, eles são de todas as idades, né? Eu particularmente tenho um público infantil muito grande. Eu nunca imaginava que eu ia ter um público infantil muito grande. Nós temos os jovens também que compraram o nosso trabalho, nós temos as donas de casas maravilhosas, que todos os dias só vai pras atividades depois do programa. Nós temos os idosos lindos, maravilhosos, que também estão assistindo diariamente e olha, a repercussão de tudo isso eu recebo também nas redes sociais, você não tem noção o quanto as pessoas mandam mensagens e o quanto eu sou agradecido pelo bom dia de cada um, pelo boa tarde, pelo boa noite, e pelas frases que eles me mandam que 'Deus abençoe o Marcão', 'Que Deus te proteja'. Então assim, eu sou muito feliz quanto a isso e eu devo tudo a Deus e a esse povo maravilhoso que eu tanto amo.


FeFala: Se tivesse que falar algo hoje a esses adolescentes que te acompanham, já que eles tem 'o comando' de tudo daqui pra frente, falaria o quê, levando em consideração uma responsabilidade no meio político e social?

Marcão: Eu quero dizer pra todos os jovens que acompanham o programa, que acompanham também outros programas, que são e serão o futuro do amanhã, dizer para eles que busquem conhecimento, busquem sabedoria. Não vá, não vá jamais pelo que vêem em redes sociais, pelo que vêem até mesmo em televisão. Vá atrás do conhecimento. Busquem a veracidade de cada situação e não sejam papagaios aí que só repassam o que ouvem. Busquem conhecimento e busquem a Deus em primeiro lugar, porque eu tenho certeza que se você buscar a Deus e buscar sabedoria e o conhecimento, eu tenho certeza que vocês serão jovens maravilhosos e vão mudar a história de vez do nosso país e do mundo como um todo, e respeitem sempre seus pais, respeitem sempre os mais velhos que eles passaram por tudo que vocês irão passar, nós passamos, e que vocês possam ouvir mais e falar menos.

Marcão ao lado da esposa Vanessa e das filhas Isadora e Maria Fernanda. Foto: Divulgação
Marcão ao lado da esposa Vanessa e das filhas Isadora e Maria Fernanda. Foto: Divulgação
Marcão, a esposa Vanessa e a filha do casal Maria Fernanda,de 9 anos. Foto: Divulgação
Marcão, a esposa Vanessa e a filha do casal Maria Fernanda,de 9 anos. Foto: Divulgação
Dona Norma Regina, mãe do Marcão do Povo, falecida há 6 anos. Foto: Divulgação
Dona Norma Regina, mãe do Marcão do Povo, falecida há 6 anos. Foto: Divulgação
Marcão e sua filha caçula Maria Fernanda. Foto: Divulgação
Marcão e sua filha caçula Maria Fernanda. Foto: Divulgação