Governo já gastou R$ 2,9 milhões com remédios à base de maconha medicinal

06/12/2019

Desde 2015, o Ministério da Saúde fez 120 compras de produtos à base de cannabis a um custo total de R$ 2,9 milhões, obedecendo a decisões judiciais. 

Ao todo, 5.319 produtos de vários tipos foram adquiridos, como óleo, líquidos e comprimidos. Eles são indicados para problemas de saúde como epilepsias graves, fibromialgias e cânceres. Pesquisadores da Universidade de Guelph, no Canadá, apontaram que a planta chega a ser 30 vezes mais poderosa do que os remédios tradicionais no tratamento de dores e inflamações.

Na terça-feira (3), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) vetou o plantio, mas aprovou norma que autoriza o registro e a fabricação de remédios à base da erva no país e sua venda nas farmácias no Brasil. A medida entra em vigor 90 dias após publicação no Diário Oficial da União.

Funcionária pesa cannabis em dispensário para maconha medicinal Imagem: Jim Wilson/The New York Times
Funcionária pesa cannabis em dispensário para maconha medicinal Imagem: Jim Wilson/The New York Times