EXCLUSIVO: Jornalista que divulgou áudio de Tom Veiga, é investigado pelo Ministério Público e tem histórico de homofobia

03/11/2020
Sônia Abrão e o colunista do seu programa Alessandro Lo Bianco. Foto: Reprodução/Internet
Sônia Abrão e o colunista do seu programa Alessandro Lo Bianco. Foto: Reprodução/Internet

Alessandro Lo Bianco responde a nove processos, sendo mais três investigações no Ministério Público/RJ e um no Ministério Público/SP

Alessandro Lo Bianco, que trabalha no programa 'A tarde é Sua' comandado pela jornalista Sônia Abrão, divulgou na tarde de ontem (02), um áudio do ator falecido Tom Veiga.

Sonia Abrão foi duramente criticada nas redes sociais após realizar a cobertura da morte de Tom, o 'Louro José' em seu programa, justamente por ter divulgado esse áudio.

A atitude de Sônia deu o que falar na web e através de comentários, os internautas criticaram e alguns chamaram a mesma de 'sensacionalista'. "Muito triste! O mais triste é vc abordar assuntos totalmente desnecessários no seu programa, não respeitando a Ana Maria", escreveu um internauta. "Que coisa feia o que vocês estão fazendo no programa hoje!!! Tanta dor para Ana Maria e vocês fazendo essa fofoca toda", lamentou outro. "Aprenda a respeitar a morte dos outros, pena eu tenho da sua família", disparou outro. 

O FeFala não vai reproduzir esse áudio em respeito ao Tom e seus familiares, até porque ele nem está mais aqui para se defender.

Mas o que nos 'espantou' mais ainda, é que recebemos prints de conversas de ex familiares de Lo Bianco, e o moço tem históricos bastante indigestos, entre eles 'homofobia', ameaça de morte, palavreados chulos contra a própria mãe, e até uma condenação por intolerância religiosa na Vara da Violência Contra Mulher. Esses prints farão parte das 'provas' nos processos que Lo Bianco responde.

Veja prints das conversas realizadas em Facebook e Whatsapp: