Ex de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, pede apartamento do casal para morar com o novo namorado

06/03/2020
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

A ex-primeira-dama do Estado do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo pediu à inquilina que desocupe o apartamento no Leblon, onde morava com o ex-governador Sérgio Cabral, preso por corrupção. Segundo a coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, Adriana vai morar no local com o novo namorado.

Em delação premiada no dia 10 de fevereiro, Cabral disse que Adriana Ancelmo sabia da existência de um caixa paralelo que gerava lucros ao esquema de lavagem de dinheiro comandado por ele e que ela usufruía do dinheiro ilegal.

"Ela sabia que eu tinha um caixa paralelo, que meus gastos eram incompatíveis com minha receita formal. (...) Liderando esse tipo de conduta recriminada, um companheiro ou companheira de quem esteja nessa situação vai convivendo, mas ela nunca sentou com nenhum fornecedor. Não estou falando para proteger. Estou dizendo porque é a pura verdade. Mas (Adriana Ancelmo) usufruiu largamente (o dinheiro de propina)", disse.

Segundo o colunista d'O Globo, o apartamento estava alugado. Metade dos aluguéis vai para ela, a outra metade é depositada em favor da 7ª Vara Criminal Federal, por decisão do juiz, já que Cabral tem todos os bens confiscados.

Adriana não é legalmente casada com o ex-governador. Quando eles brigaram, em 2011, divorciaram e nunca voltaram a casar.

Cabral já foi condenado a 281 anos de prisão, em 13 processos, e está disposto a entregar quem quer que seja na delação firmada com o juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato, para ter sua pena amenizada.

Gente!!!!!!