• Fernanda Alves

Alec Baldwin e mais três pessoas deveriam ter checado a arma, diz protocolo

Gerente de locação de 'Rust', Stacey Mikey-Evans, explicou sobre o protocolo adotado nos set de gravações



Alec Baldwin e Halyna Hutchins. Foto: Reprodução Internet

Stacey Mikey-Evans, gerente de locação do faroeste Rust, contou sobre o protocolo adotado nos sets de gravações para que tragédias como a que aconteceu com a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, possam ser evitadas.


Stacey disse que quatro pessoas deveriam ter checado a arma cinematográfica utilizada nas filmagens e explicou sobre o protocolo: "Existem protocolos rígidos para impedir que essas coisas aconteçam. São várias verificações", disse.


A gerente de locação afirmou que o revólver deve ser verificado, primeiramente, pelo armeiro, em seguida pelo maquinista chefe, pelo diretor-assistente e, por último, pelo ator.


Alec Baldwin atirou acidentalmente na diretora de fotografia durante gravações.

"Portanto, há quatro a cinco pessoas neste protocolo. De alguma forma, houve uma falha", completou Stacey.

Em 2019, o diretor-assistente, Dave Halls, chegou a ser demitido da produção de Freedom's Path após acidente com uma arma, deixando uma pessoa ferida.


Baldwin estava apontando a arma para a câmera, em ensaio das gravações do filme, quando matou acidentalmente Halyna.


Nos documentos judiciais, o ator recebeu o revólver, que afirmaram estar descarregado. "Joel afirmou que Alec estava sentado em um banco em um edifício de igreja, e ele estava praticando um saque (de arma) cruzado. Joel disse que estava olhando por cima do ombro de (Hutchins), quando ouviu o que parecia um chicote e um estalo alto", dizia a declaração à polícia.