• Fernanda Alves

Gil do Vigor já acumula R$ 15 milhões após BBB

Após seis meses do reality da Globo, como o economista aproveitou a participação em um dos programas de maior sucesso da TV para se tornar uma marca poderosa para a publicidade.

Gil do Vigor, ou Gilberto José Nogueira Junior, prova que a melhor estratégia para um participante do programa Big Brother Brasil, da Rede Globo, é criar uma marca forte e positiva no imaginário do público.


Seis meses após o fim da edição deste ano, Gil revela orgulhoso: “já faturei R$ 15 milhões”, disse ele à Forbes.


O dinheiro de Gil veio dos diversos contratos publicitários que fechou. Segundo ele, Santander foi o mais rentável: o banco teria pago R$ 2 milhões para o ex-BBB aparecer em suas campanhas. Até agora, o economista de 30 anos foi contratado por mais de vinte marcas, como Vigor, iFood e Bis/Lacta, e emplacou um quadro no programa de Ana Maria Braga, em que fala de finanças.



Gil do Vigor. Foto: Reprodução Internet

Formado pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), com mestrado pela mesma instituição, Gil soube aproveitar a oportunidade de participar de um dos programas de maior sucesso da televisão brasileira nos últimos 20 anos. Continua a investir no seu lado espontâneo e divertido, com postagens cheias de bordões nas redes sociais, e faz participações em outros programas na TV, como o “Vai que Cola”.


"É uma honra ser convidado para conhecer a Bolsa de Valores de Nova York. Estou vivendo de fato um conto de fadas.”

Gil do Vigor tem 14,6 milhões seguidores no Instagram e segue conquistando fama. Uma participação recente dele na première do filme “Eternals”, da Marvel, mostra que a Disney acertou ao convidá-lo. Ele apareceu em uma imagem de TV estrangeira e virou comentário internacional. “É uma honra ter convites como esse. Recebi convite também para participar do BrazilFoundation. Não vou poder agora por causa das provas, mas (eles) já deixaram claro que no próximo ano estou convidado novamente. É uma honra ser convidado para conhecer a Bolsa de Valores de Nova York. Estou vivendo de fato um conto de fadas.”


O Gil do Vigor “artista” fica sério, e vira o Gilberto Nogueira, quando fala de sua carreira em economia. Ele, que agora faz doutorado na área na UCDAVIS (Universidade da Califórnia, Davis campus), diz se considerar um pesquisador acadêmico de sucesso, mas conta que faltaram oportunidades na área profissional no Brasil. “Fiz entrevista para trabalhar no Banco do Brasil e fui rejeitado. Queria ser estagiário e não me quiseram. Tentei vagas em consultorias, até de professores meus, e nunca fui selecionado. Na entrevista, normalmente as pessoas procuravam pessoas mais sérias. Você sabe o meu perfil. Eu sou doido, brinco, sou muito regozijado, muito da cachorrada.”


Em meio aos estudos e às provas, o economista se mostra empolgado para as rápidas férias de fim de ano no Brasil, em que tem vários compromissos profissionais marcados. “Chego ao Brasil em 10 de dezembro e já tem o que fazer nos dias 10, 11 e 12”, adianta. Até lá, separa o período da manhã dos sábados para trabalhar nas peças publicitárias.